22/03/11

Desabafos...

Poupar está dificil e definitivamente não é para todos.
Experimentem ter como ordenado o minimo...e depois venham -me falar em férias, escapapinhas,  contas poupanças, bimbys, manicure e pedicure e afins...
Colocar 8% do ordenado de parte como alguns especialistas sugerem é uma miragem para muitos porque muitas vezes o que ganham não chega sequer para as despesas fixas. Temos asim de "inventar"soluçoes, esticar até não dar mais. Costumo dizer que é nas crises que alguns se destacam, descobrem em si forças desconhecidas, descobrem que tem outras potencialidades. Exemplo disso ... euzinha!
Começei a fazer decoupage e outras coisinhas para oferecer e tenho tido alguma sorte e já vou fazendo para "vender" aos amigos. Sabia lá eu pintar ou lixar :)
Quem diz o artesanto, diz a culinaria (fazer doces e salgados para fora), passar roupa a ferro, dar explicações. Com a crise muitos de nós re-descobrem-se, encontram dentro de si coisas que não sabiam sequer que existiam.
Sim a crise é má e tal...mas tem este pequeno lado positivo que nos obriga a crescer, a evoluir e a conhecer mo nos como verdadeiros sobreviventes.
Bem ainda assim eu tenho alguns truques e tento poupar :
1- Utilizo todos os cartãos e talões de desconto (Galp, continente...)
2- o talão descontou 0,80€?? Muito bem..coloco no mealheiro
3- Achou 0,20€ no chão?? Abaixo-me, apanho e mealheiro
4- Fui tomar café a Maria apareceu e pagou. Fixe, os centimos que ia pagar no café e que afinal não paguei vão para o mealheiro